sábado, 25 de setembro de 2010

Enfrentando o General Inverno

Moacyr Scliar: Enfrentando o General Inverno

Segundo a música de Jorge Ben, moramos num país tropical, um país onde o calor deveria ser a regra. Mas, ao menos no Sul, não é. Ondas de frio podem baixar brutalmente a temperatura, como vimos nesta semana. Pessoas morreram, provavelmente por hipotermia, uma condição que ocorre quando a temperatura corporal fica abaixo de 35°C.

Nestas condições surgem tremores, arritmias cardíacas, cianose (coloração arroxeada da pele) e, muito perigoso, confusão mental; desorientada, a pessoa não sabe o que está fazendo, e muitas vezes tira a roupa, agravando sua situação. O metabolismo fica lento, e a morte pode ocorrer.

*

O que causa a hipotermia? A exposição ao frio, claro, mas há fatores que agravam esse efeito: a idade (quanto mais idosa a pessoa, pior); o consumo do álcool, que dilata os vasos, faz com que a pessoa perca calor, mas dando a sensação de “aquecimento”; a proteção inadequada contra o frio, tanto nas casas (aqui no Rio Grande do Sul não acreditamos em calefação) quanto nas roupas.

A hipotermia sempre foi muito comum entre os sem-teto, mas pode ocorrer em qualquer pessoa que faça, por exemplo, esportes ao ar livre. Portanto, atenção, caminhantes e corredores: abriguem-se. Roupas de lã e fibra sintética são preferíveis ao algodão, porque aquecem mais.

No tratamento da hipotermia, o reaquecimento é básico: imersão em água quente (cerca de 45°C), bolsas de água quente, em geral colocadas nas axilas, hidratação, medicamentos. Curiosamente, a hipotermia é usada em medicina, exatamente porque retarda o metabolismo, e isto pode ser necessário em situações nas quais o funcionamento do organismo está agudamente prejudicado: por exemplo, em casos de parada cardíaca.

Em animais, a hibernação, que tem o mesmo efeito, ocorre durante os meses frios, diminuindo as necessidades calóricas.

*

No passado, a baixa temperatura devastava tropas que faziam campanha militar durante os meses frios. Aníbal, no segundo século a.C., perdeu metade de seus soldados na guerra contra Roma; e na Rússia Napoleão Bonaparte foi derrotado pelo “General Inverno”. Que pode ser impiedoso. Mas com bom senso a gente o vence.

Coluna publicada no caderno Vida deste sábado 
ZERO HORA - VIDA

Nenhum comentário: