segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Emoções na balança

Acampamentos para jovens obesos se propagam nos EUA: por US$ 7.500, instituições prometem amparo emocional e reeducação alimentar. Folha Mundo, 3.07.2005
A princípio ela não queria ir para o acampamento de obesos. Sim, estava bem gordinha e sofria com isso, mas não tinha a menor esperança de melhorar. Além disso, achava que iriam rir dela. A mãe, contudo, insistiu:
- Você vai, sim. E eu tenho a certeza de que esse acampamento mudará sua vida.
Palavras que se revelaram proféticas. Porque o acampamento mudou mesmo a vida dela. Não no sentido que a mãe esperava, mas mudou. Algo inesperado aconteceu quando ela chegou ao local, um belo vale perto de um lago e próximo a altas montanhas.
Ela se apaixonou.
Apaixonou-se perdidamente por um rapaz chamado Peter. Peter, alto, forte e bonito, era o coordenador do acampamento. Muitas outras garotas estavam apaixonadas por ele, claro. Mas ela tinha certeza de que conquistaria o seu coração. Afinal de contas, podia ser obesa, mas não era feia. E era simpática, era inteligente, era culta...
Na primeira vez que ficaram a sós, declarou o seu amor. Ele, de maneira delicada mas firme, recusou a proposta amorosa. Explicou que aquilo poderia prejudicá-lo:
- Você vê, faz parte da propaganda de nosso acampamento prometer que as garotas ficarão esbeltas, com uma bela silhueta. Pela minha experiência, esse não será o seu caso: você dificilmente perderá peso. E namorar uma garota obesa comprometerá seriamente minha imagem.
Ela ficou tão chateada que abandonou o acampamento. Voltou para casa e, para consternação da mãe, passava os dias chorando. Perdeu o apetite, não comia mais nada. Resultado: emagreceu. Emagreceu espantosamente. Tornou-se esbelta, com uma bela silhueta.
Não tardou a arranjar um namorado, um rapaz alto, forte e bonito. Mas não está feliz. O que ela queria era vingar-se de Peter, humilhá-lo como fora humilhada. Chegou a traçar um plano para isso. Novamente se inscreveria no acampamento, novamente apareceria diante dele, agora com sua nova e elegante figura. E quando ele, arrependido, declarasse sua paixão, ela o rejeitaria.
Mas essa vingança não é possível. Por uma simples razão: as regras do acampamento excluem terminantemente as magras. Ela não foi sequer aceita na seleção prévia. Claro, sempre resta a possibilidade de engordar de novo. O atual namorado, que é fã de gordinhas, gostaria disso. Mas aí, mais uma vez, ela seria esnobada por um tal de Peter. Coisa que, na sua balança emocional, representaria um peso insuportável.
Folha de São Paulo (São Paulo) 11/07/2005

Nenhum comentário: